Skip to content

Letra e Vídeo

Literatura musical

Category Archives: Poesia

RENASCER

Sobre minha cabeça vejo o sol nascer
Infinitos raios de esperança
A glória dos deuses posso perceber
Runas serão escritas em minha lembrança

Um combate cruel se seguiu
Muitos eu ceifei, sobre minha montaria
Mas quando meu escudo enfim caiu
Só pude pensar na minha família

O quão ausente eu era, graças ao meu espírito de guerra
Nunca pude dizer ao meu filho que o amava
Não queria que ele seguisse meus passos
É triste abandonar tudo que lhe importa
Sabendo que uma hora não haverá volta

Não há glória na morte, como cantam os bardos
Percebi ao ver o rosto de minha amada esposa
Reprovando-me em lágrimas, decepcionado
Queria tanto dar-lhe a devida atenção, conforme merecia
Mas agora uma flecha cruzou-me o peito, eu não viveria

Coberto de feridas, sob meu próprio pranto vejo que nada me resta
Nenhuma valquíria veio me buscar, não há glória em minha queda
Ao meu redor a matança continua, gritam como se não houvesse outro dia
Impropérios, lâminas e sangue, desaparecem ao passo em que perco a vida
Ouço apenas meu filho chorar, enquanto minha esposa treme ao falar
“Eu lamento querido, mas seu pai não irá voltar”

Imerso no frio de meus próprios pecados, afogado em lamúrias sinto meu corpo perecer
Mas um milagre acontece, vejo sobre minha cabeça o sol nascer
A princípio ofuscado, sinto todos os cortes se fecharem
O calor invade meu interior, sinto as forças se renovarem
Olho minha esposa sorrir, e meu filho vêm até mim, alegre de me ver
“Eu te amo pai, estaremos sempre com você”

Vou junto deles em direção à luz, sem nada para me prender
Infinitos raios de esperança
A glória dos deuses posso perceber
Atravessando a ponte para Asgard, deixo para trás minha única honra
Runas serão escritas em minha lembrança

Tags:, ,


É a evolução, Baby!

Na cidade do Fim do Mundo

As altas torres tocam as nuvens

E as luzes de néon brilham intermitentes

Colorindo os céus com brilhantes tons

Vermelhos verdes amarelos azuis

Anunciando maravilhas que não mais existem.

A mulher, berço da humanidade, se lança

Aos pés do homem, senhor do futuro,

Ela pede implora cede oferece

O corpo macio de curvas perfeitas

A alma quente com prazeres núbios

Uma vez mais, pelos que serão.

Em seu castelo de concreto e aço

Ele a afasta rejeita despreza

Orgulhoso de seus poderes

Sobre a natureza e a vida

Só a perfeição o satisfaz

Só o controle total o sacia.

Ele se entrega a sua nova amante

Criada do mais puro metal

Dourada como as portas do Paraíso

Sua criação perfeita

Que caminha respira fala vive

Dons de sua ciência.

A dourada Lililth sorri

E o homem se deixa embriagar

Em seu próprio reflexo distorcido.

A mulher parte em exílio

Carregando as derradeiras palavras:

É a evolução, Baby!

Tags:, ,

 

Everybody Hurts

Em cada dilatação de sua pupila
Em cada suspiro de seus lábios
Em cada gota de seu sangue que se esvai
Sua vida se despede de mim

Olhando daqui do alto
Todas as luzes são pequenas demais
Todas as vidas insignificantes demais
Todos os amores egoístas demais

Quem inverteu os valores?
É errado o sabor de seus beijos em meus lábios?
É errado o calor de seu corpo em meu corpo?
É errado o sorriso de sua face em minha alma?

Não se despeça de mim por amor
Não se despeça de mim por tédio
Não se despeça de mim por meus erros,
Que são grandes demais para caberem em meu ego.

Desperdiçamos nossas vidas
Com tudo o que não interessa
E sobra aos vermes ouvirem os lamentos
De sonhos que não mais existem.

Tags:, ,

Mesmo que nossos olhares não se cruzem,
Mesmo que nossos sorrisos não se festejem,
Mesmo que nossas mãos não se unam,
Mesmo que nossos lábios não se beijem,

Mesmo que nossos braços não se abracem,
Mesmo que nossas peles não se toquem,
Mesmo que nossos cheiros não se misturem,
Mesmo que nossos corpos não se completem,

Ainda assim sonharei com seu amor todas as noites.
Irei chorar por sua ausência,
Lamentarei o vazio em meu coração.

Quem sabe um dia cruzaremos em meio à multidão,
Esbarraremos, pediremos desculpas
E seguiremos cada um em seu caminho…

Tags:, ,